6 tipos de acabamentos para móveis planejados

Os móveis planejados são cada vez mais procurados no mercado. As possibilidades e benefícios que esses móveis trazem para o cliente são muito grandes. Por isso, a busca é maior a cada dia.

 

A estrutura desses móveis são de madeira, geralmente MDF (Medium Density Fiberboard – Placa de fibra de média densidade) ou MDP (Medium Density Particleboard – Placa de partículas de média densidade).

 

Mas para diferenciar e deixar o móvel do jeito que você sonha, aquilo que fará toda a diferença no projeto é o acabamento escolhido, existem vários e iremos te falar um pouco sobre cada um deles para você escolher o ideal para o seu móvel.

 

Quer saber mais sobre os tipos de acabamentos para o seu móvel sob medida? Continue lendo este post.

Tipos de acabamentos

1.   Melamínico de BP (Laminado de baixa pressão)

Mais conhecido como BP, esse acabamento é considerado de média resistência à atrito, raspagem ou desgaste por atrição certas estruturas ou de as tirar em pequenas lâminas. Por esse motivo, é pouco usado para tampos de mesa e armários.

 

O mais comum é que esse acabamento seja usado na parte interna dos móveis. O BP passa por um processo onde o papel decorativo é fundido à resina por meio de temperatura e pressão.

2.   Melamínico de AP (Laminado de alta pressão)

Esse material que é conhecido como Fórmica®, a diferença entre ele e o BP é que mesmo que sejam usados os mesmos tipos de papéis decorativos, o AP passa por um processo envolvendo uma temperatura e pressão bem superior.

 

Esse processo garante muito mais resistência à abrasão, e também à umidade, isso por conta das camadas de folha de papel kraft com resinas entre ele e o painel.

3.   Vidro

Esse acabamento é cada vez mais comum, principalmente no banheiro e cozinha. O vidro tem inúmeras possibilidades, de cor, estampas e desenhos. É muito versátil e dá ao ambiente uma aparência incrível.

 

Uma característica interessante é que pode ser tanto o vidro normal e brilhante, quanto o fosco, o que pode ser ótimo para você que não gosta de deixar tudo à mostra em sua cozinha ou banheiro.

 

O problema do vidro é que ele pode encarecer demais os móveis, então, se seu plano é economizar e pagar o mínimo possível, o vidro pode não ser uma boa escolha.

4.   Laca

A laca é uma ótima ideia para quem procura uma opção sofisticada. Sempre lisa, a laca tem tanto a versão fosca quanto a brilhante.

 

O resultado do acabamento em laca é possível por conta das inúmeras etapas de pintura, secagem e polimento. No entanto, é um acabamento que precisa de um investimento e cuidado maior.

 

É muito frágil, por isso, não é indicado para cozinha e banheiro, além disso, precisa ficar longe de possíveis impactos que lasquem a pintura.

5.   Tamponamento

O tamponamento é uma técnica onde se coloca uma borda extra no móvel. Esse acabamento dá ao móvel um design mais sofisticado, elegante e robusto.

 

É comum que a parte interna escolhida seja branca, enquanto a externa possui algum tom de madeira, vidro, espelho ou em uma cor forte, que realce e contraste com o acabamento. Mas isso não significa que não pode ser tudo na mesma cor.

 

Mesmo que pareça, esse acabamento não possui nenhuma forma de deixar o móvel mais reforçado, ou seja, não muda a resistência a impactos. Além disso, o tamponamento fornece um aspecto lúdico muito usado em ambientes infantis.

6.   FF (Finish Foil)

Apesar de não ser um revestimento muito usado nos móveis sob medida e sim nos convencionais, o FF é um acabamento que acaba saindo mais em conta.

 

É um tipo de papel decorativo que é prensado na madeira do móvel. É comum encontrar esse tipo de acabamento em móveis de preço mais acessível. Esse papel não dá um dos melhores acabamentos ao móvel, mas como dito, pode ser uma opção mais em conta.

 

Um detalhe é que conforme o tempo passa e mais limpeza é feita nesse acabamento ele vai estragando, desbotando e ficando muito feio.

 

Se você procura outros acabamentos que podem ser ideais para determinado cômodo, vale a pena verificar com a empresa que está trabalhando em seu projeto e o que irá compensar mais especificamente para você.

 

Antes de decidir qual acabamento você procura, apenas pelo aspecto da aparência, é preciso saber qual vai ser o mais resistente e é ideal para determinado cômodo. Por exemplo, na cozinha é preciso ter acabamentos resistentes e que sejam fáceis de limpar.

 

Assim, você poderá ter um móvel que irá durar por muito tempo e sem se desgastar tão facilmente. O aspecto do acabamento na madeira é muito importante, até porque não adianta um móvel resistente que irá ficar com aspecto de velho rápido.

 

Por isso, é preciso pensar bem em qual acabamento é melhor e no custo-benefício de cada um, para que seu móvel seja do jeito que sempre quis.

Reply