noComentários

5 dicas para equilibrar as finanças da sua empresa

Manter as finanças em ordem e fechar o mês no azul é o sonho da maioria das empresas, porém sabemos que essa nem sempre é uma tarefa simples, após momentos turbulentos causados pela pandemia de Covid-19, muitos negócios acabaram sofrendo economicamente, tendo que se desdobrar para manter as portas abertas.

Mais de 600 mil empreendimentos fecharam durante este período, e aqueles que se mantiveram, sofreram gravemente com um período de alta instabilidade e dificuldade financeira, tendo que se desdobrar ao máximo, realizando cortes de gastos e abrindo mão de itens essenciais, como a central de alarme de incêndio

Agora em um momento mais estável o foco é só um: equilibrar as finanças e voltar a ter estabilidade, mas como já falamos acima, essa nem sempre é uma tarefa fácil. 

Para te ajudar durante sua jornada, nós separamos 5 dicas para equilibrar as finanças da sua empresa, bora conferir quais são? Então vamos lá!

  1. Faça um mapeamento completo da sua situação atual

A nossa primeira dica é para você entender qual é o cenário atual que a sua empresa se encontra, ou seja, qual o estado dela, para descobrir isso, é preciso que você mapeie todas as suas operações e as finanças do seu negócio de maneira geral. 

Saiba exatamente, qual o seu faturamento mensal em média, qual o valor da sua reserva financeira, quais são seus gastos fixos e variáveis, previsões de pagamento e por aí vai.

Procure montar várias planilhas repleta de dados mostrando sua situação econômica atual, ter esse panorama completo, te ajuda a entender melhor seus erros, quais gastos estão sendo a mais, o quanto você está lucrando, se suas vendas estão correspondendo às expectativas, entre outros fatores fundamentais para equilibrar suas finanças. 

  1. Tenha o total controle do seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa é provavelmente, a tarefa mais importante para equilibrar as finanças da sua empresa, muitos negócios acabam se perdendo justamente por não se importarem com os valores presentes no fluxo de caixa, o que pode acabar resultando em desperdícios, gastos adicionais e diversos outros fatores que geram risco a sua saúde financeira. 

Dessa forma, é necessário ter o total controle do seu fluxo de caixa, sabendo todas as entradas e saídas, previsões de faturamento, gastos fixos e variáveis, e o registro de toda e qualquer movimentação financeira que ocorre na sua empresa, seja uma pequena manutenção na sua porta de enrolar ou a compra de um novo maquinário, tudo deve ser registrado, e controlado para que você não tenha nenhum susto no final do mês. 

  1. Monte um planejamento financeiro em cima dos dados coletados

Após fazer um mapeamento completo da situação financeira da sua empresa e controlar o seu fluxo de caixa, é natural que diversos dados tenham sido coletados, certo? Informações valiosas e valores devem ter sido colocados nas suas planilhas, sendo assim, é importante você começar a montar um planejamento financeiro, justamente em cima dessas informações. 

Você sabe exatamente, o quanto recebe e o quanto gasta mensalmente, ao menos tem uma média dessas informações, sendo assim, procure se planejar, realize um corte de gastos desnecessários, estabeleça metas a curto e médio prazo, e procure sempre pensar no seu futuro financeiro. 

  1. Tenha uma reserva para situações de emergência

Nunca se sabe o amanhã, certo? Assim como a pandemia causada pela COVID-19 pegou muita gente de surpresa, é impossível saber como será o desempenho da sua empresa em um futuro próximo, se seu desempenho financeiro vai melhorar, se o seu novo produto vai fazer sucesso, ou se sua balança industrial digital sempre estará carregada, movimentando seu fluxo de caixa. 

Sendo assim, recomendamos que você sempre separe uma reserva financeira, ela pode vir diretamente do seu lucro, deixe um valor específico, mesmo que esse não seja tão grande, o importante é ir acumulando uma certa “gordura” para suprir demandas e necessidades que podem surgir. 

  1. Utilize um sistema de gestão financeira

A tecnologia já está presente dentro do nosso cotidiano, e é claro que, entre os milhares de benefícios que ela traz, a parte financeira não fica de fora dessa, adotar um software de gestão financeira pode ser o ideal para ter um controle muito mais assertivo, além da facilidade e praticidade. 

Um sistema completo pode automatizar processos; reduzir erros que poderiam acarretar prejuízos; controlar o fluxo de caixa e apresentar todos os dados completos em tempo real, para serem analisados e utilizados da melhor maneira possível. 

Faça uma pesquisa de mercado e verifique os softwares que melhor se adaptam a sua empresa. 

O que achou do texto de hoje? Deixe sua opinião nos comentários abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares caso tenha gostado do conteúdo, até a próxima!

Responder