noComentários

Educação Financeira: 5 dicas para quem quer melhorar finanças

Entenda: você não precisa de um emprego que pague valores exorbitantes para melhorar suas finanças. Para muitas pessoas, uma melhor gestão do dinheiro é tudo o que precisa para reduzir seus gastos, melhorar sua capacidade de investir e atingir metas que antes pareciam impossíveis.

Há várias coisas que pode fazer para criar uma situação melhor para si mesmo. E foi pensando nisso que criamos este guia definitivo com 5 dicas infalíveis. Ficou curioso e quer entender melhor? Então, vem com a gente!

  1.  Acompanhe seus gastos para melhorar suas finanças

Assim como uma empresa de fios e cabos elétricos precisa avaliar os lucros e as despesas ao longo dos meses, a pessoa física também deve fazê-lo. Se gasta aleatoriamente, há uma boa chance de que seus hábitos pessoais tenham espaço para melhorias.

Tudo começa com a conscientização dos gastos. Por que não baixar um app de gerenciamento de dinheiro para avaliar tal dinâmica? Talvez esteja colocando dinheiro em coisas não essenciais, como refeições, entretenimento e até mesmo aquele cafezinho pela manhã. Depois de usar uma espécie de discos de Corte e separar os excessos das necessidades, verá o quanto as coisas funcionarão melhor.

  1. Crie um orçamento mensal realista

Use seus hábitos de gastos mensais, bem como seu pagamento, para definir um orçamento que poderá manter.

Não adianta criar algo rigoroso e com base em mudanças drásticas, como nunca comer fora ou cancelar todas as assinaturas de streaming. Equilibre algo funcional para seu estilo de vida e hábitos de consumo.

Veja o orçamento como um quadro de distribuição, que equilibra hábitos como: cozinhar em casa e ir para o cinema. Dê a si mesmo uma chance realista de ter um futuro tranquilo. 

  1.  Acumule suas economias, mesmo que leve tempo

Construa um fundo emergencial que possa usar quando houver imprevistos. Mesmo que guarde pequenos valores, isso poderá salvá-lo de situações de risco ou quando se vê forçado a pedir dinheiro emprestado (sempre com altas taxas de juros).

Injete dinheiro na poupança, mas também na bolsa de valores, por exemplo. Se, por acaso, perder o cargo na empresa em que trabalha, poderá se manter ao longo de alguns meses.

  1.  Pague suas contas em dia

Pagar as contas em dia é uma maneira fácil de gerenciar seu dinheiro com sabedoria e traz excelentes benefícios como, por exemplo: 

  • Evita taxas de juros por conta dos atrasos e;
  • Prioriza gastos essenciais. 

Um forte histórico de pagamentos em dia também lhe dará maior pontuação de crédito e melhorará suas taxas de juros.

  1. Reduza as cobranças recorrentes

Você assina serviços que nunca usa? É fácil esquecer que está pagando um streaming ou apps do smartphone. Pois todos são cobrados no débito automático e, muitas vezes, nem notamos na fatura.

Revise seus gastos com cobranças como essas e considere cancelar aquelas que julgar desnecessárias. Isso irá reter mais dinheiro a cada mês.

Gostou do conteúdo sobre educação financeira? Conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais. 

Responder