noComentários

Metaverso e o Mercado de imóveis

Recentemente, o Metaverse ganhou força devido ao lançamento de vários aplicativos que descentralizaram os universos virtuais e tiveram grandes implicações para o setor imobiliário.

Mas quais foram essas mudanças e o que é, de fato, o Metaverso? Foi pensando nisso que criamos este conteúdo. Portanto, se ficou curioso e quer entender melhor sobre o tema, continue com a gente!

O que são imóveis digitais no metaverso?

O metaverso é um mundo virtual onde os usuários podem interagir uns com os outros usando avatares 3D e trocar diferentes informações, desde empresas de Roletes industriais até  imóveis.

Em relação a este último setor, pode-se comprar e vender propriedades usando a moeda referente àquele ambiente. Por exemplo, pode-se adquirir terrenos por meio de um token de criptomoeda chamado MANA.

É correto afirmar que, nos últimos meses, um grande número de investidores gastou milhões de dólares para comprar terras no Metaverso. Visto desta forma, não há como negar que a tecnologia transformou a forma como o setor imobiliário opera.

Mas se quer entrar no negócio, saiba que precisa de uma espécie de válvula de segurança, para não perder dinheiro, ao invés de ganhar. Apesar de todo sucesso da empreitada, precisamos estar atentos com o seguinte:

Redefinição do valor da terra e baixa utilidade

No mundo real, a terra é avaliada em três fatores: tamanho, localização e utilidade. No entanto, no Metaverso, um desses fatores se torna menos importante que os demais, ou seja, a utilidade real. 

Porque o comprador nunca habitará o terreno ou o visitará pessoalmente. É como se um dentista pagasse por um compressor de ar odontológico e o material nunca chegasse até ele.

Permite que um grande grupo invista em imóveis

Ao contrário do mundo real, qualquer pessoa pode investir em imóveis do Metaverso. Os lotes de terra vêm em várias formas, tamanhos e locais e estão disponíveis em uma gama gigantesca de plataformas, cada uma com um preço diferente.

Compradores de todo o mundo podem configurar uma carteira de criptomoedas de sua escolha e, simplesmente, começar a investir. Não há barreiras para a aquisição de imóveis e é possível comprar ‘micro parcelas’ de terra que são acessíveis para todos.

É voltado para o futuro e antecipa que o Metaverso “explodirá”

Uma das principais implicações do mercado imobiliário digital é que ele assume a crescente popularidade das plataformas Metaverso. 

Empresas como a Samsung, por exemplo, já compraram imóveis digitais em antecipação a um futuro em que, imagina-se, que todos usaram a ferramenta. Eventualmente, como algumas das plataformas ainda estão em desenvolvimento, elas ganham uma adoção mais ampla, enquanto outras podem cair no esquecimento, aumentando o elemento de risco.

Uma atividade que pode levar a perdas

Como mencionado, não há garantia de que todas as plataformas permanecerão populares no futuro. Isso faz com que o setor imobiliário digital se torne um investimento de alto risco. Além disso, o valor inerente da terra ainda está em discussão por analistas e investidores, como o fator de utilidade é relativamente baixo, alguns podem sofrer perdas no longo prazo.

Esperamos ter ajudado com essa postagem, se gostou do conteúdo, não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

Responder