noComentários

Confira 7 dicas para viajar sozinha com confiança

Planejamento é um dos segredos para que tudo corra bem, mas há outras estratégias que podem ajudar

Viajar sozinha pode ser uma ótima experiência de autoconhecimento e oportunidade de fazer novos amigos, além da liberdade de não ter que negociar as decisões. No entanto, sabemos que, especialmente se você for mulher e nunca tiver feito isso antes, essa possibilidade também pode ser assustadora. Será que é seguro?

Relatos de mulheres que viajam sozinhas pelo mundo são praticamente unânimes no fato de que viajar sozinha não é mais perigoso do que fazer qualquer outra coisa,  desde que seja uma viagem planejada com o máximo de detalhes possível. Afinal, você mesma será a pessoa para contar em qualquer situação.

Quem já é adepta das viagens solo diz que é só uma questão de começar para tomar gosto, porque a sensação de liberdade é empoderadora e inspiradora em vários sentidos. Para quem está começando, separamos 8 dicas de quem é experiente para te dar mais confiança nas primeiras vezes.

Pesquise sobre o destino

Pelo menos nas primeiras vezes, é interessante preferir destinos que sejam mais seguros, afinal, você é uma mulher e estará viajando sozinha. Uma dica é pesquisar especificamente sobre a segurança do local para onde você vai, o que também vai te ajudar a selecionar o que colocar no roteiro e o que evitar.

Faça um roteiro detalhado

Fazer um roteiro com os principais passeios e locais que quer conhecer durante a cidade é algo muito válido, mesmo que você seja do tipo que não vai segui-lo à risca. Informação também é segurança e, quanto mais você tiver, melhor. Lógico que você é livre para mudar de ideia, mas faça isso bem informada.

Escolha uma hospedagem adequada

A escolha da hospedagem é ainda mais importante para uma mulher que está viajando sozinha. A localização é um fator essencial e, inclusive, está ligada à sua segurança. Vale ainda ler avaliações sobre as pessoas que vão te receber, afinal, elas podem facilitar ou dificultar a sua vida.

É preciso pensar nos seus objetivos na hora de escolher um tipo de acomodação: hostel é bom para fazer amigos, resort é seguro e confortável, um hotel no centro é ótimo para quem pretende se deslocar andando e assim por diante.

Deixe alguém informado sobre os detalhes

Ainda pensando na sua segurança, é sempre bom deixar alguém que não vai (seus pais ou uma amiga) informado sobre detalhes do seu roteiro, incluindo o local onde vai se hospedar e principais passeios. Assim, poderão te encontrar com mais facilidade no caso de algum problema ou emergência.

Faça passeios em grupo

A não ser que você decida fazer uma viagem totalmente introspectiva, as pessoas que você vai conhecer estarão entre os pontos altos da experiência. Um bom jeito de conhecer gente (e ainda economizar) é fazendo passeios em grupo. Assim, você pode fazer amigos para os momentos em que quiser companhia.

Certifique-se do que é recomendado fazer sozinha

Alguns programas, como trilhas e mergulhos em locais isolados, não são recomendados para fazer sozinho, por questões de segurança. Alguém precisa te ajudar se você se machucar ou se perder, por exemplo. 

Para alguns desses programas é possível contratar guias, mas para outros você vai precisar conhecer pessoas que topem te acompanhar. Alguns fóruns na internet relacionados ao seu destino podem ser formas de encontrar outras pessoas, mas conhecer gente no hotel ou fazer passeios em grupo também pode ser a solução.

Ande com um mapa

Os celulares são ótimas ferramentas para ajudar nos deslocamentos por um local novo, mas eles podem falhar: a bateria acaba, o sinal pode ficar instável, você pode perder o aparelho, etc. 

Como segurança, vale sempre ter um mapa impresso como plano B. Em muitos destinos turísticos é possível encontrá-los de graça ou comprar em qualquer banca de revistas.

Responder