Você sabe o que é Mobile Payment?

Com as mudanças frenéticas no campo tecnológico, precisamos estar atentos a novas tendências e nomenclaturas!

A tecnologia evoluiu absurdamente nas últimas duas décadas: se costumávamos pesquisar informações em enciclopédias empoeiradas, hoje tudo está ao alcance de um clique. Na verdade, às vezes basta apenas dizer em voz alta: Alexa, pesquise para mim quem foi o inventor de tal coisa.

Os mapas foram substituídos por vias digitais, atualizadas em tempo real, que permitem que saibamos quais são as ruas que estão com mais tráfego e aquelas que estão mais livres e nos permitirão chegar ao lugar que desejamos com mais velocidade.

Com fome? Com meia dúzia de toques dos dedos na tela, pedimos comida para restaurantes que sabemos exatamente a quantos quilômetros de distância estão localizados.

No campo financeiro, as mudanças também foram incríveis. É possível consultar o saldo da previdência privada em aplicativos especializados, abrir e fechar contas que só existem na nuvem, investir em ações pelo telefone… É um mundo incrível, que ainda está sendo descoberto pela maioria de nós.

Ainda sobre este último tópico: um assunto que tem sido muito comentado é o mobile payment. O que você sabe sobre isso? Já faz uso desta tecnologia? Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre ela.

O que é mobile payment?

Também chamada de carteira digital e às vezes de m-payment, trata-se da alcunha dada às transações que são feitas por meio de dispositivos móveis, ou seja, smartphones (principalmente), mas também tablets.

De forma simplificada, o mobile payment diz respeito ao ato de utilizar os equipamentos já citados para fazer e receber transferências, pagamentos e afins, sem utilizar dinheiro ou cartões tradicionais. Ou seja: vale pagar a conta em um restaurante, fazer pagamentos direto na plataforma de comida online, etc.

A tendência surgiu para acompanhar o fato de que, hoje, os celulares fazem parte da vida íntima das pessoas. Eles estão presentes durante a ida (e a volta) ao trabalho, quando acordamos de manhã – muitas vezes, eles são nossos despertadores – e nas madrugadas insones.

Além disso, é nas mini-telas que temos consumido conteúdos audiovisuais variados, em plataformas de streaming ou similares.

Quais são os tipos de mobile payment?

Existem vários sistemas em uso atualmente. Alguns exigem que os celulares sejam colocados em contato para que as transações sejam feitas, enquanto outros podem realizar todo tipo de negócio à distância, por meio de uma conexão com a internet.

Alguns dos tipos mais comuns são:

Transferências diretas

Por meio de um aplicativo, como o PicPay, pode-se transferir dinheiro para qualquer pessoa ou empresa, a qualquer hora. O dinheiro, nesses casos, pode sair de uma carteira existente no próprio aplicativo, mas também diretamente da conta bancária do usuário.

Pagamentos de pontos de venda

Acontece quando o usuário, por meio da aproximação de seu dispositivo celular, consegue transmitir os dados da sua conta corrente para um leitor específico, instalado em um ponto de venda (loja, bar, restaurante, etc).

Pagamentos por operadora de celular

Trata-se de uma forma de pagamento onde os valores entram na conta telefônica ou são debitados do cartão SIM pré-pago do usuário. Nesse caso, não há a utilização de dados bancários ou de cartões de crédito.

Por que é interessante?

Primeiro, porque diversifica as alternativas de pagamento, quando falamos sobre empresas. Na prática, se você oferece muitas opções para os seus clientes, você permite que eles se sintam mais à vontade – o que faz com que deem preferência para o seu estabelecimento e os seus produtos.

Em geral, os valores cobrados por prestadores de serviço, dentro do mundo do Mobile Payment, são bastante justos. Assim, é hora de dar adeus às taxas que, para alguns, tornava inviável manter sistemas de cartão de crédito e afins.

Na hora de pagar as contas, a vantagem é tanto para o cliente quanto para a empresa. Se o pagamento é facilitado e acontece em segundos, de acordo com aquilo que o consumidor deseja fazer, não há o surgimento de filas. Isso aumenta a satisfação geral e permite que o dia se desenrole com mais praticidade.

Por fim, vale dizer que os pagamentos feitos em aplicativos confiáveis – sempre leia os comentários antes de baixar os apps, assim como resenhas online, que costumam ser sinceras até demais -, assim como em estabelecimentos idôneos, são muito seguros e prezam pela proteção dos dados do cliente.

A tendência é que, conforme a tecnologia evolui, consigamos tornar tudo mais simples, ao mesmo tempo em que a segurança se torna mais complexa.

Reply