noComentários

Qual a diferença entre hipoteca e financiamento?

Hipoteca e financiamento são dois tipos de transações contratuais financeiras que, embora diferentes, no conhecimento comum, são parecidos. As similaridades acabam quando entendemos o funcionamento de ambas e para qual finalidade são usadas.

Neste texto, falaremos exatamente sobre essas diferenças, além de entendermos se o financiamento é só para compra de produtos como compressor de ar odontológico, como funciona a hipoteca no Brasil e quando realizar uma. Ficou curioso? Então, continue com a gente!

O que é uma hipoteca?

Em tese, a hipoteca é um recurso que garante a segurança para o devedor e para o credor. Ou seja, o devedor utiliza o seu imóvel para mostrar à instituição financeira que cumprirá seu compromisso. 

No território brasileiro, funciona de forma similar ao dos Estados Unidos. Embora exista por aqui, ela não é muito usada e diversas instituições nem sequer trabalham com essa opção. Nesse caso, é substituída por empréstimo com garantia de imóvel.

Quando se realiza uma hipoteca, o imóvel continua registrado no nome da pessoa que solicitou o empréstimo. Dessa forma, caso haja indícios de negligência, a instituição financeira deverá acionar a justiça, pedindo a retenção do imóvel para cobrir o débito do devedor.

Ainda segundo a Lei, o crédito hipotecário pode expirar e o devedor pagará o valor do empréstimo à vista. Em tese, as financeiras e bancos não se sentem confortáveis em operar dessa maneira, por isso, muitas nem cogitam colocar isso em seu dia a dia.

Como funcionam os financiamentos?

Os financiamentos ou empréstimos funcionam de forma mais objetiva, podendo ter uma aprovação mais rápida quando há uma garantia de pagamento. O devedor busca por uma instituição que vai avaliar toda a linha de crédito, desde o histórico, passando pela condição de pagamento do valor solicitado, até as avaliações prévias de perfil. 

Os analistas têm como função encontrar indícios de riscos e, em caso de inadimplência, dependendo do que foi feito com o valor, a instituição pode acionar a justiça e tomar o bem adquirido pelo devedor. 

Os financiamentos são utilizados para compra de diversos itens ou para realizar investimentos em áreas empresariais, como na compra de grande quantidade de pallet descartável para sua indústria, por exemplo. 

Ou seja, o empréstimo ou financiamento precisa de uma avaliação criteriosa para sua aprovação. Além disso, são usados para ajudar o devedor a ter seu valor aprovado ou criar um método de pagamento que gere segurança para a instituição.

Porque são diferentes?

A diferença fundamental entre esses dois tipos de empréstimos é que na hipoteca, o imóvel continua registrado no nome do proprietário. Já no empréstimo com garantia ou financiamento como garantia, o bem é transferido para a financeira até que o devedor pague tudo.

O principal são os fatores que diminuem os riscos, dando mais vantagens e facilidades nas aprovações de financiamentos, principalmente quando envolve a compra de produtos como filtro coalescente.

Qual a melhor opção para você? Tente verificar todos os pormenores para ‘bater o martelo’. Esperamos ter ajudado com essa postagem. Se gostou, não se esqueça de enviar para os seus amigos e compartilhar em suas redes sociais, até a próxima!

Responder