noComentários

O que é trade com criptomoedas?

Conheça as estratégias para lucrar com a operação de criptomoedas

O mercado de criptomoedas é bastante vasto, apresentando diversas possibilidades de ganhos para os investidores. Há quem prefira investir com foco no longo prazo, e há também os investidores mais ativos no curto prazo.

Nesse sentido, os investidores podem ser divididos entre holders e traders. O primeiro grupo gosta apenas de comprar criptomoedas e depois guardá-las, enquanto o segundo tem como foco comprar e vender Bitcoin (BTC) e outras criptomoedas no curto prazo.

Entre as duas modalidades, a mais diversificada e procurada pelos investidores costuma ser o trade, por causa da possibilidade de ganhos maiores. Contudo, esse tipo de operação possui estratégias e cuidados que devem ser conhecidos com atenção. Veja agora o que é trade e como utilizá-lo neste mercado.

O que é trade?

A palavra trade vem do inglês e significa literalmente “troca”. Ou seja, uma operação de trade nada mais é do que uma troca envolvendo ativos e dinheiro. Quem faz trade está trocando seu dinheiro por algum ativo, ou vice-versa, com o objetivo de auferir lucros nessa operação.

Nesse sentido, o trader seria um trocador, qualquer pessoa que compra e vende algo visando lucros. Só que a palavra virou um jargão financeiro para designar alguém que compra ou vende ativos nas bolsas de valores ou criptomoedas.

Ao contrário do investidor de longo prazo — que realiza muitas compras e quase nenhuma venda —, o trader opera consistentemente no mercado. É comum que traders realizem várias operações ao longo do dia com vários ativos diferentes.

Diferenças entre holders e traders

Embora ambos negociem ativos, existem diferenças substanciais entre holders e traders. Primeiro, ao passo que o holder busca lucrar com dividendos e valorização de longo prazo, o trader busca oportunidades na diferença de preços.

O trader tem como objetivo comprar um ativo a um preço e vendê-lo por um preço mais elevado, auferindo lucro nesta operação. Por isso, o trader precisa ficar mais atento ao mercado e também aos gráficos de cada ativo.

Dessa forma, o trader dá pouca atenção aos fundamentos de uma criptomoeda, sua equipe e outras informações de longo prazo. Ao contrário do holder, o trader opera lendo gráficos e não guarda criptomoedas para o longo prazo.

Tipos de estratégias

A quarta diferença entre traders e holders são os tipos de estratégias adotados por cada um. Os traders utilizam de estratégias mais diversas e cujo grau de complexidade pode variar conforme o tipo de operação. Existem basicamente três tipos de operações de trade: Swing Trade, Position Trade e Day Trade.

Swing trade

As operações de swing trade são realizadas ao longo de vários dias, às vezes até semanas. De certa forma elas funcionam como um meio-termo entre o day trade e o position trade, operações que são diametralmente opostas entre si.

Portanto, o swing trade permite a operação e a realização de lucros no médio prazo, eliminando parte da pressão das operações de day trade.

Position trade

Significa literalmente “negociação posicionada”, pois o trader que opera dessa forma mantém sua posição por muito mais tempo. Position traders são capazes de segurar suas criptomoedas por meses ou até anos até que finalmente vendam os papéis.

Por isso, elas são o mais próximo que um trader pode chegar de um holder, pois permite que o profissional faça uma análise mais detalhada. Um position trade costuma verificar quem está por trás da criptomoeda, a segurança de sua rede, a quantidade de criptomoedas em circulação, entre outros fatores.

Quem realiza position trade também utiliza mais análises de longo prazo e relatórios sobre as criptomoedas nas quais investe.

Day trade

Modalidade mais conhecida do trading — e uma das mais perigosas —, o day trade é a negociação de ativos dentro de um mesmo dia. Quem opera nesta modalidade compra ações e depois as vende no mesmo pregão.

Um day trader não se apega a ativos nem a fundamentos, tampouco realiza análises aprofundadas das criptomoedas nas quais opera. Seu objetivo é realizar a operação e fechá-la com lucro, sem manter o ativo na carteira.

No entanto, o day trade é um tipo de operação bastante arriscada, sobretudo para quem não tem experiência no mercado. E um day trade precisa de fato de muita experiência para ser lucrativo.

Além disso, um day trader precisa dispor de tempo para acompanhar os gráficos e notícias que podem influenciar no preço dos ativos, para que possa se aproveitar disso e auferir seus ganhos. Portanto, essa não é uma atividade para qualquer investidor.

Responder